Geap firma parceria e Oncoclínicas entram para rede credenciada

50318 99d738bf17aa6c863a1f19d6a739fecd
Segundo a Geap, a cobertura deve incluir toda a trilha de cuidados dos pacientes com câncer

O Grupo de Autogestão em Saúde (Geap), maior operadora de planos de saúde voltados para o setor público, fechou uma parceria com a rede Oncoclínicas.

 A previsão é que os usuários — servidores federais ativos, aposentados, pensionistas, comissionados, temporários e seus dependentes — já possam acessar os serviços na rede credenciada a partir de julho.

Segundo a Geap, a cobertura deve incluir toda a trilha de cuidados dos pacientes com câncer, ou seja, desde consultas e exames diagnósticos, até tratamentos como quimioterapia e radioterapia e acompanhamentos com psicólogos e nutricionistas, além de cuidados específicos para pacientes terminais, que necessitam de procedimentos especiais, como cuidados paliativos.

Especializado no diagnóstico e tratamento de câncer, o grupo Oncoclínicas tem unidades em 15 estados brasileiros, mas há pretensões de expansão para todo o país.   A prioridade, de acordo com a operadora, deve ser em estados da Região Norte. — Em alguns estados temos uma deficiência de rede (de cobertura).

Nesses casos, a Oncoclínicas trará uma intensidade maior para que a gente consiga responder a expectativa dos nossos beneficiários – planeja o diretor-presidente da operadora, Douglas Figueiredo: — Em três meses, o acordo é que montem uma estrutura da Oncoclínicas para que possa responder (à demanda) nesses cinco estados, onde nós temos maior densidade de pacientes nessa situação.

Ele destaca que o acordo entre as empresas deve reduzir os custos da cobertura oncológica da operadora em até 17%. Segundo ele, cerca de cinco mil dos quase 320 mil usuários dos planos da Geap enfrentam tratamentos de câncer anualmente, o que resulta numa despesa na ordem de R$ 700 milhões.

Passaremos a ter uma facilidade de negociação com a indústria, com quem faz os medicamentos. Se lido com um volume maior, consigo negociar (os preços) — afirma Douglas Figueredo:

Estamos com a expectativa de reduzir o nosso custo assistencial de 10% a 17% entre julho deste ano e julho de 2025. Estamos aprimorando nosso atendimento, buscando sustentabilidade e qualidade para os nossos clientes.

Fonte: EXTRA
Publicado em: 21 de junho de 2024

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *