Intranet

O que são Cuidados Preventivos?

Coronavirus3 2

Cuidados Preventivos:

Você pode reduzir suas chances de ser infectado ou de transmitir o vírus tomando algumas precauções simples:

  • Lave regularmente e cuidadosamente as mãos, por pelo menos por 20 segundos, com água e sabão ou higienize-as com solução à base de álcool gel. Por quê? Lavar as mãos com água e sabão ou usar álcool gel nas mãos mata o vírus que pode estar nelas.
  • Mantenha pelo menos 1,5 m de distância entre você e qualquer pessoa que esteja tossindo ou espirrandoPor quê? Quando alguém tosse ou espirra, pulveriza pequenas gotas líquidas do nariz ou da boca, que podem conter vírus. Se você estiver muito próximo, poderá respirar as gotículas, incluindo o novo coronavírus, se a pessoa que tossir tiver a doença.
  • Evite tocar nos olhos, nariz e bocaPor quê? As mãos tocam muitas superfícies e podem pegar vírus. Uma vez contaminadas, elas podem transferir o vírus para os olhos, nariz ou boca. A partir daí, o vírus pode entrar no seu corpo e deixá-lo doente.
  • Certifique-se de que você e as pessoas ao seu redor sigam uma boa higiene respiratória. Isso significa cobrir a boca e o nariz com o braço ou lenço descartável quando tossir ou espirrar. Em seguida, descarte o lenço usado imediatamente. Por quê? Gotas espalham vírus. Ao seguir uma boa higiene respiratória, você protege as pessoas ao seu redor contra vírus que causam resfriado, gripe e COVID-19.
  • Fique em casa se não se sentir bem. Se você tiver febre, tosse e dificuldade em respirar, procure atendimento médico e ligue com antecedência. Siga as instruções da sua autoridade sanitária local.
  • Por quê? As autoridades nacionais e locais terão as informações mais atualizadas sobre a situação em sua área. Ligar com antecedência permitirá que seu médico o direcione rapidamente para o centro de saúde certo. Isso também irá protegê-lo e ajudar a evitar a propagação de vírus e outras infecções.
Coronavirus Pessoas Andando Na Cidade Mascara 1592240580805 V2 450x337 1

Devo usar uma máscara facial para me proteger contra o coronavírus?

Dados científicos recentes constataram que a transmissão do vírus causador da COVID-19 pode ocorrer mesmo antes de o indivíduo apresentar os primeiros sinais e sintomas. Por esse motivo, o Ministério da Saúde passou a recomendar o uso de máscaras faciais para todos. A utilização de máscaras impede a disseminação de gotículas expelidas pelo nariz ou  boca do usuário no ambiente, garantindo uma barreira física

Assim, recomenda-se a utilização de máscara facial sempre que for necessário sair de casa para ambientes públicos. As pessoas que usarem máscaras devem seguir as boas práticas de uso, remoção e descarte, assim como higienizar adequadamente as mãos antes e após a remoção. Devem também lembrar que o uso de máscaras deve ser sempre combinado com as outras medidas de proteção.

Nesse sentido, sugere-se que a população possa produzir as suas próprias máscaras em tecido de algodão, tricoline, TNT, ou outros tecidos, que podem assegurar uma boa efetividade se forem bem desenhadas e higienizadas corretamente. O importante é que a máscara seja feita nas medidas corretas cobrindo totalmente a boca e nariz e que esteja bem ajustada ao rosto, sem deixar espaços nas laterais.

Vale lembrar que as máscaras PFF2 e a N95 são equipamentos de proteção usados por profissionais de saúde e que a procura em larga escala pode provocar sua escassez. O uso desses tipos de máscara fora do ambiente hospitalar é recomendado para imunodeprimidos ou em locais fechados com grande concentração de pessoas.

Apesar de oferecerem uma proteção maior – nas de tecido a proteção é de cerca de 70% – as máscaras profissionais são mais rígidas e precisam ser ajustadas à face, o que pode dificultar o uso correto. 

Assim, é recomendado otimizar o uso de máscaras faciais de pano, atendendo aos requisitos de confecção mais adequados e/ou máscaras cirúrgicas de boa qualidade. O ideal é que a máscara de pano  seja usada junto com  uma máscara cirúrgica, conferindo duas camadas de proteção.

Ambas precisam estar bem ajustadas na orelha, com nós, e dobras específicas. Deve-se fugir de tecidos elásticos e costuras (principalmente frontais), e preferir tecidos com tripla camada (poliéster, polipropileno e algodão) e elástico que passa ao redor da cabeça. 

Outra dica é utilizar a dupla máscara cirúrgica (descartável, mais comum), principalmente em ambientes que possam ter mais aglomeração de pessoas (aeroportos e transporte público, por exemplo).

Como colocar, usar, tirar e descartar uma máscara?

Mascara 01 1280x854 2
  • Antes de tocar na máscara, limpe as mãos com um higienizador à base de álcool gel ou água e sabão.
  • Pegue a máscara e verifique se está rasgada ou com buracos
  • Oriente qual lado é o superior
  • Assegure-se de que o lado correto da máscara está voltado para fora
  • Coloque a máscara no seu rosto. Dependendo do modelo, aperte a tira de metal ou a borda rígida da máscara para que ela se adapte ao formato do seu nariz
  • Puxe a parte inferior da máscara para que ela cubra sua boca e seu queixo
  • Após o uso, retire a máscara. Remova as presilhas elásticas por trás das orelhas, mantendo a máscara afastada do rosto e das roupas, para evitar tocar nas superfícies potencialmente contaminadas da máscara.
  • Descarte a máscara em uma lixeira fechada imediatamente após o uso. Higienize as mãos depois de tocar ou descartar a máscara
  • Se for de tecido, lave a máscara usando água e sabão e faça o enxágue em água corrente. Deixe secar bem. Em seguida, passe ferro quente e guarde em saco plástico limpo para a próxima utilização.

Fonte: Unimed, Ministério da Saúde
Publicado em: 12 de julho de 2021