Intranet

Servidores abandonam planos de saúde por excesso de aumentos

Plano De Saúde 1440x810 1



A justificativa da Câmara para o reajuste foi que o valor estava defasado.

O excesso de aumentos nos planos de autogestão como Geap e Capsaúde, tem forçado um número cada vez maior de servidores federais a optar por abandonar a cobertura de assistência em saúde (para eles e seus familiares). A notícia de que a Câmara dos Deputados reajustou de R$ 50 mil para R$ 135,4 mil o valor do reembolso de despesas de assistência com saúde de parlamentares, deixou milhares inconformados.

A justificativa da Câmara para aplicação do reajuste foi que o valor estava defasado. Vale destacar que além de amargar aumentos sucessivos em seus planos de saúde, a maioria dos servidores federais está com salários congelados há quase cinco anos e com a pandemia, somado a Emenda Constitucional (EC) 95/16, que congela investimentos públicos por 20 anos, a tendência de arrocho salarial é ainda pior. Para buscar justiça e equilibrar o impacto nas remunerações, a representantes sindicais cobram um aumento da coparticipação do governo em planos de saúde. 

A crise não é recente. Há anos entidades lutam para que o governo amplie os valores da contrapartida pagas aos planos, não só Geap, mas tbm outros.

Aumentos abusivos e problemas na cobertura desses planos são alvo constante de críticas por parte dos servidores que, apesar de arcar com em média 80% das receitas dos planos de autogestão, não são os que têm poder de minerva em votações nos conselhos administrativo e financeiro dos planos.

Fonte: Condsef
Publicado em: 5 de abril de 2021

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *