União exige CPF de dependentes de servidor | Imprimir |
Segunda-Feira, 15 de Outubro de 2018 às 15:32

Atenção, funcionalismo federal:


O Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão mudou as regras para quem tem dependentes que recebem benefícios. Agora, o servidor terá que informar o Cadastros de Pessoa Física (CPF) do beneficiário.


A exigência foi publicada no Diário Oficial (Portaria Normativa 10) na última segunda-feira (8/10), e tem como objetivo aumentar o controle e evitar pagamentos indevidos — em alguns casos, o segurado recebe duas vezes o valor, o que é vetado.

Terá que ser informado o CPF de dependente que recebe pensão alimentícia; saúde suplementar (esse benefício é para qualquer faixa salarial) e pré-escolar. O cadastro deverá ser incluído no Sistema Integrado de Administração de Recursos Humanos (Siape) e no Sistema de Gestão de Pessoas do Governo Federal (Sigepe).

Antes, permitia-se o CPF da mãe para o cadastro dos dependentes em um desses dois sistemas. No entanto, segundo o Planejamento, isso poderia resultar na concessão de benefícios de forma duplicada, "em casos em que ambos os genitores do menor sejam servidores públicos federais".

Haverá ainda o cruzamento dos dados informados por servidores e o sistema da Receita Federal. O ministério informou que, após o cadastro do CPF nos sistemas, será feita uma verificação de imediato da informação com a base de dados da Receita.

 

Coluna do Servidor

 

(C) Copyright Associação dos Servidores Federais em Transportes - ASDNER 2011. Todos os direitos reservados

Av. Presidente Vargas, 542 - Salas 305 - Centro - Rio de Janeiro/RJ - CEP: 20071-000. Telefones: (21) 2233-3751, 2253-6607 e 2263-6626
www.asdner.org.br / asdner.sede@asdner.org.br
sistemas web e websites